Nos anos 1980, ela trilhou um dos caminhos mais improváveis: de sex symbol e capa de revistas masculinas a apresentadora de programa infantil. Com um carisma inexplicável, ela se tornou uma das artistas brasileiras mais famosas da história. Ué, quem é ela? Sim, é a Xuxa, a rainha dos baixinhos! Com mais de 30 anos de carreira na TV, na música infantil e no cinema, tudo que Xuxa tocou foi sucesso absoluto

ANTES DO REINADO

• Maria da Graça Meneghel nasceu em Santa Rosa, no Rio Grande do Sul, mas a família mudou-se para o Rio de Janeiro quando a menina tinha 7 anos. • O nome foi dado pelo pai, em promessa durante o parto difícil, mas o que pegou mesmo foi o apelido, dado pelo irmão caçula. Hoje é Xuxa que consta até no RG dela! • Os Meneghel não tinham carro, então faziam tudo de trem. Foi numa dessas viagens que, aos 16 anos, Xuxa foi vista por um recrutador de modelos. Acabou na capa de uma das revistas mais célebres da época! O sucesso foi tanto que no ano seguinte ela foi capa de mais de 50 revistas. • Em um desses ensaios ela conheceu Pelé, e daí surgiu o famoso romance. Eles ficaram juntos desde que Xuxa tinha 17 anos (e Pelé 40) até ela completar 23. Como namorada do Pelé, Xuxa chamou ainda mais atenção. Aos 19, ela estampou a capa da Playboy e, em seguida, foi contratada pela Ford Models para trabalhar nos EUA. • Xuxa era conhecida pelas revistas masculinas como um sex symbol. É desse período o filme, em que, aos 17 anos, ela interpretou uma prostituta em uma cena erótica com um menino de 13 anos

A Rainha dos baixinhos

• Em 1983, aconteceu a virada inesperada na carreira de Xuxa: ela foi convidada para apresentar o Clube da Criança, na extinta TV Manchete. Um diretor visionário viu nela uma alma de Peter Pan que encantaria a criançada. • No começo, Xuxa ainda trabalhava como modelo durante a semana, em Nova York, e gravava o Clube nos finais de semana. Quando a conciliação ficou impossível, ela escolheu seguir com o programa infantil. • A apresentadora começou a chamar atenção, com seu jeitinho genuíno (que deu origem a ótimos memes, tipo “senta lá, Cláudia!”). Em 1986, ela foi contratada pela Globo para apresentar o programa diário “Xou da Xuxa”. A atração foi um dos maiores sucessos da emissora até hoje. • De 1986 a 1992, foram mais de 2 mil programas. Nesse período, Xuxa vendeu 18 milhões de cópias dos discos com as músicas do show, e lançou muitas futuras atrizes e atores que formavam na época seu elenco de “Paquitos” e “Paquitas”. • Além disso, na medida em que Xuxa foi se engajando com os baixinhos, ela foi se tornando uma voz importante em diversas campanhas infantis. Em 1989 ela criou a Fundação Xuxa Meneghel, atuante na promoção de direitos de crianças e adolescentes em todo Brasil, influenciando a formulação de políticas públicas.

PLANETA XUXA

• Tendo conquistado sucesso absoluto de vendas no Brasil, Xuxa começou a alçar voos internacionais! Em 1990, ela lançou o primeiro álbum em espanhol, conquistando o mercado latino-americano. • Em 1991, ela estreou na TV argentina com o El Show de Xuxa, exibido pela maior emissora do país. O programa conquistou a grade de 17 países latinos e ainda o mercado latino nos EUA. Em seguida chegou à Europa, com o programa Xuxa Park na Espanha. Nessa época, morava 15 dias no Brasil, 15 dias na Argentina e ainda gravava uma vez por mês na Espanha para dar conta de quatro programas simultâneos. • Com a morte do ex-namorado Ayrton Senna, em 1994, Xuxa resolveu voltar para o Brasil. Em 1997, foi lançado o “Planeta Xuxa”, para o público adolescente, que cresceu com ela. Esse era o plano de Marlene Mattos, empresária de Xuxa desde o começo da carreira: que ela fosse envelhecendo com seu público. • Mas essa não era a vontade da apresentadora, que gostaria de continuar com os baixinhos. Após o nascimento da filha, Sasha, em 1998, Xuxa, que até então seguia as diretrizes ditadas pela empresária, decidiu seguir seus próprios passos, e rompeu com Marlene em 2002. • A partir daí a apresentadora passou a dedicar-se integralmente ao público infantil, com conteúdo educativo e didático. Mais tarde, em 2005, estreou o TV Xuxa, que ficaria no ar, em diversos horários e formatos até 2014, quando Xuxa decidiu deixar a Rede Globo depois de quase 30 anos na emissora

LEGADO E NOVA FASE

• Em 2015, Xuxa foi para Record, primeiro com um programa infantil, depois com uma versão brasileira da dança dos famosos. Em 2020, a artista anunciou que não renovaria o contrato com a emissora. • Recentemente Xuxa tem focado em seu legado. Ela já assinou parceria com a Globooplay para a produção de um documentário original sobre a sua carreira. Para 2024, também está prevista uma mini-série sobre a trajetória profissional e a vida da artista. • É inegável que Xuxa construiu uma base inédita de fãs. Seus programas bateram todos os picos de audiência, seus discos venderam milhões de cópias e seus filmes foram record de bilheteria. • Mas ela não para! O próximo projeto na carreira da artista comandar um reality show de drag queens no Prime Video! Vida longa à rainha!

Esse texto é  da Pitaya, a primeira assinatura de calcinhas e sutiãs do Brasil.

Mais do que uma assinatura, uma comunidade de mulheres empoderadas.

Afinal mulheres modernas merecem ser cuidadas, e bem estar começa na intimidade.

Ficou curiosa? Confere como funciona aqui e se tiver qualquer dúvida fale com a gente por aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir conversa no Whatsapp
Canal de Vendas
Olá, podemos ajudá-la? ❤️